Lara Reis nasceu (Leiria) e faleceu em Macau, a 14 de Janeiro de 1950. Doou a sua moradia, Sol Poente, na Av. da República, à Santa Casa da Misericórdia – hoje é a sede da Cruz Vermelha – para clínica anti-cancerosa. Existe uma lápide no edifício que assinala a doacção do Rotary em 1951.
Chegou a Macau em 1919 sendo nomeado professor do 7º grupo do Liceu por decreto de 3 de Junho desse ano. Tomou posse a 28/29 de Outubro. E 1938 manifestou vontade de dar aulas no Liceu de Goa o que veio a acontecer em 1942. Em 1945 regressou a Macau no paquete “Colonial”, quando foram restabelecidas as ligações com o exterior após a 2ª Guerra Mundial.
Veio a Portugal pela última vez em 1949. Já doente regressa a Macau… para morrer na sua ‘verdadeira’ terra.
O “Colonial” foi construído em 1909 sob o nome Assyria . Em 1929 foi comprado pela CCN e rebaptizado de “Colonial”. Foi desmantelado em 1950. Tinha 8.309 ton., era um dos vapores de passageiros da frota da CCN.
A Companhia Colonial de Navegação foi criada em 1922 pela Sociedade Agrícola de Ganda, Companhia do Amboim de Angola e Ed. Guedes Lda. para explorar o serviço de ligações marítimas entre a Metrópole e as suas colónias, principalmente as africanas.
Em Fevereiro de 1974, a CCN juntou-se à Empresa Insulana de Navegação para formar a Companhia Portuguesa de Transportes Marítimos (CPTM).
A Companhia Colonial de Navegação tinha os navios com as chaminés amarelas e verdes. Companhia Nacional de Navegação tinha os navios com chaminés pretas.
Anúncios