>

The Boys from Macau, em português, Os rapazes de Macau, é o nome pelo qual era chamada a elitista comunidade de portugueses e luso-asiáticos que, nas décadas de 30 e 40 do século XX, emigrou para Hong-Kong a partir de Macau.
Sendo uma classe previligiada, quer economica quer culturalmente, os seus membros ocuparam numerosos cargos públicos e de influência, tendo desempenhado um papel muito importante no rearranque económico de Hong-Kong nas décadas de 50 e 60.

Luís Andrade de Sá escreveu “The Boys from Macau. Portugueses em Hong Kong”, uma edição da Fundação Oriente/Instituto Cultural de Macau, 1999.
Resumo do livro:
Do outro lado do rio, em Hong Kong há uma comunidade portuguesa com uma história rica e colorida como poucas. Foi a Macau e aos seus portugueses que os britânicos recorreram para criar a administração pública e para montar as companhias comerciais quando foi fundada a nova colónia, em 1841.A presença manteve-se até aos dias de hoje, agora menos significativa do que o foi quando havia portugueses em todos os sectores – na justiça e na banca, na função pública, de armas na mão em defesa da colónia, no desporto, nos jornais e nas igrejas.Neste livro evocam-se histórias de uma comunidade climatizada – indígenas, porque naturais de Hong Kong e da região; estrangeiros, porque comprometidos com uma pátria distante e com uma colónia na vizinhança.
Anúncios