>

A 28 de Janeiro de 1956 – dia de aniversário do Governador Marques Esparteiro – foi lançada à água a lancha “28 de Janeiro”. Feita a homenagem a cerimónia apesar de apelidade de “simples” pela imprensa da época, contou com a presença, cerca do meio nas Oficinas Navais, junto do estaleiro duma das docas, dos mais altos representantes do Governo, represnetantes da comunidade chinesa, forças militares e policiais. “A Srª Drª D. Laurinda Marques Esparteiro (mulher do governador) lançou sobre a quilha da lancha uma taça de espumoso português, após o que a lancha deslizou na rampa em direcçãoà água.”
A construção durou 32 dias e foi supervisionada pelo engenheiro maquinista naval, primeiro tenente Fernando Nunes. A lancha entou de imediato ao seriço da Comissão do Plano de Fomento “para a deslocação das pessoas directamente ligadas ao fomento das ilhas da Taipa e de Coloane, presentemente em activo desenvolvimento.”Fotografia da década de 1960: lancha com 26,5 pés de comprimento, 7,5 pés de boca máxima, calado de dois pés e duas polegadas e com uma velocidade de cruzeiro de 16 nós. Desloca 2,437 toneladas e tem lotação para 12 pessoas, com bom tempo e 8, com mau tempo. Foi construída em teca. A propulsão feita por um motor diesel da marca “Perking” com 100 Cv de potência.
Anúncios