>

Antes do aparecimento da fotografia eram as gravuras que ilustravam a realidade. Aqui ficam algumas preciosidades de Macau de há vários séculos…
Quartel dos Mouros

Templo de A-Ma

Praia Grande

Incêndio no bazar chinês… naquele tempo a cidade estava dividida entre a parte católica (os portugueses) e o bazar (os chineses), embora houvesse convívio regular entre as duas comundiades

Hospital de S. Januário

Explosão da Fragata D. Maria II em Outubro de 1850
Em 1991 a Câmara Municipal das Ilhas construiu o Jardim do Monumento na Estrada Noroeste da Taipa, À saída do túnel, junto da fortaleza. No dia 29 de Outubro de 1850, data em que se celebrava o aniversário da rainha D. Maria II de Portugal, ocorreu uma trágica explosão junto à fragata, atracada no porto da Taipa, e em que perderam a vida 188 pessoas da sua guarnição de 224 tripulantes, e ainda de muitos chineses que estavam a bordo, ou em embarcações próximas. Em 1851, foi mandado erigir um monumento junto à fortaleza, em memória da vítimas. Este monumento continha algumas incorrecções de datas que em 1995, a Câmara Municipal das Ilhas mandou rectificar. O ano da ocorrência da tragédia estava assinalado como tendo sido em 1848, quando a data correcta é 1850; quanto ao ano da construção do monumento lia-se 1850, o que também estava errado pois o ano certo é 1851. Todos os anos, no dia 29 de Outubro, a Capitania dos Portos presta homenagem às vítimas da fragata D. Maria II, depositando, durante uma cerimónia religiosa, grinaldas de flores junto ao monumento.
Praia Grande

Casas de banho públicas

Casa e cerca de Lourenço Marques que antes foram da Companhia das Índias Orientais… a referência actual é o Jardim de Camões e a Casa Garden

Vista da cidade em 1650

Século XVIII

Século XVIII

Século XVII

Visita do Corpo de Voluntários de Hong Kong a Macau: parada frente ao pavilhão

Visit of the Hong-Kong volunteer corps to Macao: the parade in front of the pavilion

Anúncios