>

A fotografia é da M. Ondina (Mona Dina) e a legenda é do Carlos Alberto Carvalho.
Aos dois o meu obrigado.
“Eram usadas pelos militares, ao longo da fronteira, na década de 1950. Havia também abrigos, nos quais, quando a maré subia, aparecia cada cobra…” Carlos A. Carvalho
.
Década 1930
Nas minhas pesquisas já encontrei – e foi só uma vez – uma imagem da zona da Porta do Cerco onde se pode constatar a existência de uma guarita/ameia igual (ver imagem a preto e branco da década de 1930). Até poderá ser a mesma que a imagem acima reproduz… Foi tirada na década de 1970. Dos final dos anos 80 já não me recordo de ter visto este tipo de construções em Macau.
Década 1970
Na sequência da 1ª publicação omigo António Cambeta forneceu informação adicional (que pode ser vista nos comentários, mas que muitos não consultam):
“Ainda existe uma guarida dessas na Ilha Da Taipa, perto do Hospital de Kiang Vu, nos anos 80 era usada pelos patarulhas da PMF, havia mais três identicas, uma ficava junto à rampa na Praia Grande, quase defronte do Liceu, outra perto da Meia Laranja e uma junto à curva R. Nos anos 60 havia ainda uma mesmo defronte do Canidromo.”
Posso acrescentar que me recordo da existência de outras construções similares – não tinham esta configuração ‘mourisca’ – na marginal do Porto Exterior (frente ao Hotel Presidente) e pelo menos mais duas na Praia Grande (meia-laranja e início da av. 5 de Outubro).
Anúncios