>

A propósito de uma notícia do jornal Hoje Macau de 2 de Junho de 2010 intitulada “Hotel Central a desfazer-se” referente ao adiantado estado de degradação do edifício que nesta altura está meio ocupado, meio vazio e ao abandono… recordo um pouco deste edifício emblemático de uma certa época de Macau, em especial nas décadas de 30 a 60.
Inaugurado a 22 de Julho de 1928, o edifício de seis andares recebeu o nome de Presidente antes de ser rebaptizado para Central, em 1932. Mais andares foram construídos em 1942, depois de um pedido ao Governo de Portugal. Ficou com um total de 12. Foi, durante anos, o edifício mais alto da cidade – e de todo o Império ultramarinio português – e o primeiro de Macau a ter um elevador.
Era considerado dos locais mais glamorosos da cidade, com o seu casino no segundo e sétimo pisos. No início da década de 1960, quando a STDM ‘ganhou’ a concessão do jogo em Macau o casino do Hotel Central foi obrigado a encerrar.
“Actualmente merece nota dois num máximo de cinco nos sites de recomendação de alojamento,” escreve o Hoje Macau.
Fotografia (a preto e branco) de João Corvo / Hoje Macau
Anúncios