>

Este edifício – Palácio das Repartições – ficou pronto em 1951 e foi inaugurado em 1952

 
 
A única informação destas imagens colocadas num leilão da internet não é suficiente para as identificar na plenitude. Diz apenas tratar-se da 1ª companhia do batalhão de caçadores, oriunda de Moçambique. Não sei se trata da primeira chegada, em 1951, ou de uma rendição em datas posteriores. Certo é que 
De acordo com o livro “Unidades Militares de Macau” da autoria de Armando António Azenha Cação, coronel de engenharia, a 1ª Companhia do 2º Batalhão de Caçadores de Moçambique chegou a Macau a 28 de Junho de 1951 tendo seguido para Coloane. Nesta data o batalhão “passou a ser comandado pelo major de infantaria Eurico da Silva Ataíde Malafaia.” Ao todo chegaram 4 oficiais, 3 sargentos, 9 cabos e 670 praças indígenas. A 22 de Setembro de 1951 “passou a designar-se Batalhão de Caçadores nº 2”. Um ano depois rendeu o Batalhão de Caçadores1 nas missões e aquartelamentos ficando assim dividido: Comando no Asilo de Mong Há, CAC no Ramal dos Mouros, 1ª CCaç Porta do Cerco, 2ª CCaç Ilha Verde e 3ª CCaç na Fortaleza de Mong Há. 
Em Dezembro de 1953 dá-se a habitual rendição de tropas (vãos uns e vêm outros). O comandante é o major Gustavo Araújo Barata da Cruz. Sucedem-se diversas alterações até 1958 altura em que o batalhão é extinto “devido à remodelação dos QO do Comando Militar.”
Anúncios