>

Em 1927, operando um equipamento por si adaptado à onda curta o 1º Tenente Gabriel Prior, também radioamador, a bordo do cruzador “Adamastor”, em serviço no Extremo-Oriente, estabelece, em Abril, contactos a partir de Macau com o cruzador “República” em Xangai e quando da viagem deste navio para Singapura. Igualmente nesse ano e no seguinte comunica com radioamadores espalhados pelo mundo. Tal o êxito dessas comunicações que equipamentos de onda curta são então montados nos navios da Armada em serviço no Extremo-Oriente.
Em honra deste pioneiro do radioamadorismo em Portugal e da sua actividade em prol do desenvolvimento da onda curta e das comunicações na Marinha o “Núcleo de Radioamadores da Armada” instituiu, em 2002, o “Diploma Almirante Gabriel Prior”. Este diploma, que tem carácter permanente, pode ser obtido por qualquer estação de amador desde que faça prova de ter contactado todos os países (foram 17 na Europa, Américas, Ásia e Oceânia) com que o Tenente Prior estabeleceu comunicações entre 27 de Setembro de 1927 e 19 de Fevereiro de 1928 a bordo do cruzador “Adamastor” com o indicativo XEP1MA e cumulativamente com os países do mundo lusófono. (…)
1929 é outro ano histórico. Os Postos do Monsanto e do Gravato iniciam as comunicações regulares com Macau, tornando a Marinha a pioneira da ligação rádio de Lisboa com aquele longínquo território.

in As Comunicações da Marinha: dos primórdios a 1975 – Comunicação apresentada na Academia de Marinha pelo Membro Efectivo contra-almirante José Luís Leiria Pinto, em 1 de Junho de 2010.

Anúncios